Centro Internacional de Nagoya

Quero SABER , FAZER? NAVI

Mudança de cor

Tamanho da fonte

  • S
  • M
  • L
Quero SABER , FAZER? NAVI

 Quero SABER , FAZER? NAVI

Notícias e Eventos

Atsuta Jingu (熱田神宮)

2020.04.26

Localizado no distrito de Atsuta, no sul da cidade de Nagoya, em uma área arborizada de 190 mil m2, o Santuário de Atsuta é um oásis tranquilo para muitos moradores de Nagoya e um local popular para visitantes, com cerca de 7 milhões de visitantes por ano. Diz-se que o Santuário foi estabelecido em 113 d.C., quando o lendário príncipe Yamato Takeru-no-Mikoto (veja abaixo) confiou sua espada sagrada, Kusanagi-no-Mitsurugi, à sua esposa, Miyazuhime-no-Mikoto, atual Odaka, no distrito de Midori. Quando o príncipe morreu logo após sua partida, a espada foi consagrada, mudando-se depois para Atsuta.

O Hongu (Santuário Principal) consagra Atsuta-no-Okami, a divindade do sol Amaterasu-Omikami, encarnada pela espada, Kusanati-no-Mitsurugi.

Além do Hongu, o distrito também abriga o Santuário Betsugu (Anexo) Hakkengu (estabelecido em 708 e objeto de veneração por guerreiros como Oda Nobunaga, Toyotomi Hideyoshi e Tokugawa Ieyasu), 12 santuários auxiliares e 31 santuários subordinados, um Museu e várias árvores grandes, incluindo a Okusu (grande árvore de cânfora, na foto à direita) que foram plantadas pelo monge budista e estudioso Kobo-Daishi (Kukai).

Um livro fotográfico com legendas em ingês está disponível para uma doação no Juyo-sho, perto do Hongu.



Palavras-chave

Kusanagi-no-Mitsurugi (草薙神剣)

Literalmente "espada sagrada para cortar grama", essa arma é um dos Três Tesouros Sagrados que formam a Regalia Imperial (os outros dois são o espelho, Yata-no-Kagami [八咫鏡], consagrado em Ise Jingu, e a jóia curva, Yasakani-no-Magatama [八咫鏡], mantida no Palácio Imperial). Dizem que a espada representa bravura.



A história da espada se estende até a era dos deuses, quando Susanoo-no-Mikoto descobriu a espada Ame-no-Murakumo-no-Tsurugi ("espada que reúne as nuvens do céu" dentro da cauda de uma serpente, apresentado-a mais tarde à sua irmã mais velha e divindade do sol, Amaterasu Omikami.

Amaterasu-Omikami daria mais tarde a espada e outras regalias ao seu descendente Ninigi, quando este descesse à terra.



Yamato Takeru-no-Mikoto

Filho do Imperador Keiko (que se pensava ter reinado em 71-130d.C.), Yamato Takeru-no-Mikoto era um guerreiro valente, enviado por seu pai para pacificar as tribos locais e expandir o território de seu pai no oeste e leste. No seu caminho para o leste, ele foi presenteado com a espada, Ame-no-Murakumo-no-Tsurugi, por sua tia, a Donzela do Santuário de Ise Jingu. depois de usar a espada para cortar grama para evitar um ataque de fogo em um prado aberto, Yamato Takeru-no-Mikoto rebatiozu a arma de "espada cortadora de grama". deixando a espada com sua esposa, ele irritou uma divindade do Monte Ibuki, e morreu de doença.



Pontos a observar quando se visita um santuário

- Antes de passar por um portão "torii", pare e faça uma reverência.

- O centro do passagem é considerado o caminho das divindades, por isso, os mortais são aconselhados a caminharem pelas laterais.

. Antes de visitar o santuário, purifique-se com água no "temizu-sha / chozu-sha". Pegue a concha com a mão direita e encha a concha com água do reservatório. Aproxime suas mãos e a concha ao seu corpo para que a água não caia novamente no reservatório. Despeje água sobre a mão esquerda, depois pegue a concha com a mão esquerda e despeje um pouco de água sobre a mão direita. Devolva a concha para a mão direita, coloque um pouco de água na sua mão esquerda em forma de concha e use a água para enxaguar sua boca. Use a água restante para lavar a mão esquerda mais uma vez e por fim, lave o cabo da concha posicionando-a na vertical, derramando a água sobre o cabo e devolva a concha.

- No santuário, retire qualquer roupa ou objeto que cubra a cabeça, jogue uma moeda (de qualquer valor) na caixa de oferenda. Faça duas reverências profundas, bata palmas duas vezes, preste seus respeitos/peça bênçãos antes de fazer mais uma reverência profunda.

- Ao sair, pare no portão do "torii", vire-se para o santuário e faça novamente uma reverência.



P6_b_Okusu (1).jpgEmbora a maioria dos visitantes venha prestar homenagem no Hongu, ao passear pelos recintos, os moradores rezam em muitos dos santuários menores e talvez se perguntem o que as pessoas estão orando. Um empresário de meia-idade, curvando-se rigidamente, talvez esperando que seus negócios sejam poupados do peso dos problemas econômicos atuais; ou um grupo de novos funcionários recém-formados, aguardando orientações na navegação de seu novo ambiente; uma senhora idosa orando como ela talvez faça todos os dias em sua caminhada vespertina.

Cada santuário é dedicado a uma divindade diferente, e associado a diferentes bênçãos, mas às vezes o "santuário" não precisa ser um santuário de forma alguma. O Kusunomimae-sha, literalmente "santuário diante da venerável árvore de cânfora", (foto à esquerda), por exemplo, localizado perto do Portão Sul, não tem estrutura de santuário, mas sim uma cerca em torno de uma árvore de cânfora. Isto porque a própria árvore é objeto de veneração, juntamente com as divindades irmãs Izanagi-no-Mikoto e Izanami-no-Mikoto, que criaram o arquipélago japonês.



A árvore há muito tempo, é venerada por sua capacidade de cura, e particularmente como uma divindade de fácil parto, e ainda, é dito que ao oferecer uma tábua votiva em forma de mini portão "torii", inscrita com o próprio animal e nome do zodíaco oriental, seus desejos serão realizados.

P6_d_Kusunomimae_2 (1).jpgÀ direita do recinto está um estande aparentemente decorado com correntes de papel com cores vibrantes, diligentemente dobrado por paroquianos e oferecido como preces para descanso e recuperação de doenças. Muitas placas votivas de várias formas também são penduradas no estande, inscritas com desejos de futuros pais e pessoas que esperam a recuperação de familiares ou amigos indispostos.

Enquanto algumas das mensagens são pessoais, outros são um reflexo de sentimentos sem dúvida compartilhados por muitos, como uma leitura anônima de tábua: "Que todos possam rir e aproveitar a vida, com boa saúde".

Acesso: a 3 minutos de caminhada da estação [Jingu-mae] da linha de trem Meitetsu Nagoya ou a 8 minutos de caminhada da estação [Atsuta] da linha de trem JR Tokaido ou a 7 minutos de caminhada da estação [Jingu Nishi] do metrô da linha Meijo.



  • Atsuta Jingu: eventos de maio (熱田神宮 5月の神事)

Com vários rituais importantes e outros eventos realizados nos meses de maio e junho, normalmente esta é uma boa época para visitar o Santuário de Atsuta. Observe que esses eventos não serão acessíveis ao público este ano como parte das medidas contra a disseminação do novo coronavírus.



Bugaku-Shinji (舞楽神事)

Um ritual que data do período Heian (P7_a_AtsutaJingu_1_Bugaku.jpg794-1185) no qual música e dança da corte (Bugaku) são apresentadas como oferendas em um palco elevado pintado de vermelho no pátio do Kagura-den do Atsuta Jingu. As belas e graciosas apresentações radiantes sob as folhas verdes dos jardins do santuário, levam o espectador para o mundo de um pergaminho da época Heian. Os sacerdotes, donzelas e membros da associação Gagaku do santuário Atsuta jingu, realizam o autêntico Bugaku do período Heian diante das divindades.

A coleção no Salão de Exposição do Tesouro do Santuário, apresenta as máscaras de Bugaku, que são propriedades Culturais Importantes, que se diz ter sido criada durante os períodos Heian e Kamakura.

Data: 1º de Maio



Eyodo-shinji (酔笑人神事)P7_b_AtsutaJingu_2_Eyodo.jpg

Segundo o Nihon Shoki, a espada Kusanati-no-Mitsurugi foi roubada em 668, mas foi recuperada quando o voo do ladrão para o exterior foi impedido pelo mau tempo e mantido na capital até que o espírito vingativo da espada fosse determinado como a causa da doença do Imperador Temmu.

As luzes dentro do recinto se apagam, e os sacerdotes riem em uníssono diante do Santuário Yogonoma, do Kagura-den, do Betsugu (santuário anexo) e do Portão Seisesu-Mon, para transmitir a alegria sentida no momento do retorno da espada.

Cada sacerdote esconde uma máscara (que, segundo a tradição, não deve ser vista) em sua manga, e quando uma máscara é tocada com um leque, os sacerdotes reunidos caem na gargalhada. Pelo som de suas risadas, esse ritual místico também é conhecido como Ohoho Matsuri.

Data: 4 de Maio



Shinyotogyo-shinji (神輿渡御神事)P7_c_AtsutaJingu_3_Shinyotogyo.jpg

Realizado no dia seguinte ao Eyodo-shinji, e da mesma forma ligada ao retorno da espada sagrada.

Este ritual, um elo para orar pela proteção do Palácio Imperial, apresenta uma procissão de cerca de 100 participantes em trajes da corte, acompanhando um Mikoshi (santuário portátil) do Hongu (santuário principal) até o portão oeste.

Data: 5 de Maio



Honensai (豊年祭)P7_d_AtsutaJingu_4_Honensai.JPG

Este ritual agrícola, também conhecido como Hana-no-to, profetiza o resultado das safras do ano e agradece à virtude divina de Yamato-Takeru-no-Mikoo, que segundo a lenda, concedeu ao povo o conhecimento das práticas agrícolas e sericulturais às pessoas que encontrou em sua jornada para pacificar as terras orientais.

Durante o festival, o Nishi-Gakusho é decorado com um diaroma (otameshi) com campos e arrozais em miniatura, feitos pelos sacerdotes, que é exibido de 8 a 13 de maio.

Também haverá barracas no recinto do santuário vendendo plantas e mudas, artigos de bambu, artigos de cerâmica e muito mais, até meados de maio.

Data: 8 de Maio

Local: Hongu (Santuário Principal) e Nishi-Gakusho




Onzosai (御衣祭)P7_e_AtsutaJingu_5_Onzosai.jpgのサムネイル画像

À medida que o ritual anual Reisai (Atsuta Matsuri de 5 de junho, oferenda de Kanmiso, túnica para a divindade) se aproxima, é apresentado à divindade Atsuta-no-Okami.

As túnicas são apresentadas pelo Santuário Tsukiji, no distrito de Minato, que possui instalações de tecelagem, em um processo de cerca de 300 pessoas, conduzido por uma faixa com "Daiichi Goyo" a serviço de Amaterasu-Omikami. Após a oração celebrativa do sumo sacerdote, os enviados apresentam suas oferendas de seda e cânhamo diante da divindade.

Data: 8 de Maio

Notícias e Eventos

Copyright © Nagoya International Center All rights reserved.